quarta-feira, julho 14, 2010

JURO TER OS MEUS FILHOS PENTEADOS, LIMPOS E BEM VESTIDOS

Juro ter os meus filhos penteados, limpos, bem vestidos, unhas cortadas, vacinas a tempo.Juro brincar com eles, ser uma mãe divertida, não andar em cima deles, ter vida própria. Juro garantir que aprendem e fazem os trabalhos de casa. Juro esclarecer dúvidas, nunca ir buscá‑los depois das seis, dar recados na escola, receber recados da escola, fazer os poemas que a escola pede, fazer os fatos de Carnaval biodegradáveis que a escola pede, mandar dinheiro para o planetário, falar com os professores, falar com as educadoras, festejar aniversários no dia com bolos sem creme (como a escola pede), festejar outro aniversário, noutro dia animado e divertido, com convites, balões à entrada, chapelinhos, bolos com Smarties. Juro comprar presentes para colegas aniversariantes, levá‑los às festas, esperar duas horas na rua, voltar a buscá‑los. Juro saber lidar com as birras, controlar as birras, inscrevê‑los num desporto, acompanhá‑los ao desporto, ter um cartão para o desporto, vesti‑los para o desporto, ver o desporto, tomar conta dobebé durante o desporto, bater palmas ao desporto, pagar o desporto. Juro escrever cartas ao Pai Natal, escrevê‑las com canetas coloridas, estrelinhas à volta, mascarar‑me de Pai Natal, deixar bolachinhas para alimentar o Pai Natal, de manhã limpar as migalhas deixadas pelo Pai Natal. Juro dar banho todos os dias, pôr creme todos os dias, mudar camas encharcadas, esfregar colchões encharcados, deixá‑ los ao sol, não Gritar com crianças que encharcam camas, acordar às sete da manhã aos domingos, ter antiderrapante na banheira, lavar dentes, ensinar a lavar dentes, cortar bifes, ensinar a cortar bifes, tirar cotovelos de cima da mesa, atar sapatos, ensinar a atar sapatos, tirar cebola do arroz, ter babetes impermeáveis, ler histórias, fazer vozes, ensinar músicas, ♪ põe o ovo lá no buraquinho ♪, explicar as instruções dos jogos, ir aos baloiços, empurrar os baloiços, ensinar a não ter medo dos baloiços, ♪ raspam, raspam, raspam ♪. Juro comprar trotinetas, bicicletas com rodas, bicicletas sem rodas, ténis com rodinhas, skates, lanternas, CDs do Panda, Barbies executivas, calças rotas. Juro dar semanadas, ensinar a gerir, ser justa, transmitir valores, valorizá‑los, promover bons sentimentos, alimentar A criatividade, fazer aerossóis, e mais aerossóis, outra vez aerossol, ter Ventilan, conseguir atestado médico para voltarem à escola, evitar o excesso de televisão e chocolates. Juro não gritar, não lhes bater, não perder a cabeça, ir a sítios giros, estar atenta às companhias, fazer uma alimentação variada, cozer legumes, ensiná‑ los a gostar de legumes, verificar se puxam o autoclismo, ensinar a limpar o rabo, verificar se o rabo está limpo, ensinar a limpar o pingo, a pôr a tampa para baixo, a assoar. Juro pôr casacos quentes, gorros, limpar ouvidos, ter os brinquedos arrumados, ter os brinquedos por caixas, ter as caixas por temas, ter os temas actualizados, fazê‑ los cumprimentar as pessoas, garantir que não gritam, que fazem amigos, pô‑los no penico, com amor.
Juro fazer bem o meu trabalho, evoluir profissionalmente,ser humilde, almoçar com colegas, rir com colegas, ter espírito de equipa, ser útil, prestável, terpresença, ter uma presença agradável. Juro ter a casa arrumada, a cheirar a limpo,aquecida, moderna, com design, velas de cheiro, centro de mesa, plantas, regar as plantas, ter quadros na parede, ter os quadros direitos na parede. Juro amar a minha casa, aproveitar a minha casa, ter gosto em cozinhar, surpreender, ter pão fresco. Juro convidar amigos, saber receber, fazer tudo numa hora, quase sem se reparar, aperitivos, Ervas da Provença, chão limpo, cantos limpos, sumos, sobremesas, chocolate quente para pôr em cima, cozinha impecável, abrir o vinho uma hora antes, Nespresso. Juro ser leve, despachada, não fazer dramas. Juro ter o frigorífico arrumado, sal e abrilhantador, fruta, iogurtes com
pedaços, nunca deixar faltar leite, detergente, maçãs. Juro ter uma boa pessoa a trabalhar lá em casa, que trate bem as crianças, que as lave atrás das orelhas, que passe a ferro num ápice, mal paga, um bom Negócio
.Juro ser sexy, gira, estar sempre gira, vestir‑me bem, ter um rabo brasileiro, fazer sexo, comprar algemas.Juro ser companheira do meu marido,ser jovem para o meu marido, ser fresca para o meu marido, seduzir o meu marido, pôr batom para o meu marido, estar sempre pronta, botas leopardo, ter aperitivos para o meu marido, ignorar os seus gritos com os miúdos, ver o canal de notícias. Juro dançar, pintar as unhas, ter charme, ser fiel, ter o cabelo sedoso, pele brilhante, dentes brancos, comer saladas, beber água, fumar pouco, só para o estilo, conhecer a forma mais moderna de fazer um rabo‑de‑cavalo,pôr creme nos cotovelos, ter soutiens sem alças, soutiens com as alças juntas para certos tops, soutiens com alças giras quando é para se verem, calças brancas que não sejam transparentes, camisas transparentes que não sejam ordinárias, saias ordinárias que só pareçam modernas. Juro controlar o humor antes da menstruação, ter classe, viajar, ser uma boa companhia, visitar os meus avós, aprender com eles, levar‑lhes os bisnetos, jantar nos meus pais, não me importar que dêem sombrinhas de chocolate ao netos, não me importar que os deixem jantar de prato no colo. Juro ter tempo, não me queixar, ser divertida, boa amiga, conciliadora, ouvir desabafos, desabafar, chorar só quando é preciso. Juro não ser parvinha, embirrenta, ciumenta, mole. Juro ser feliz, ter graça, inovar, sair com amigos, ler, ser culta, esperta, rápida, solidária, bem‑disposta,optimista, interessante.

Juro solenemente.
 
Marta Gautier

sábado, abril 24, 2010

quarta-feira, abril 21, 2010

sa calhar....

Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dai usar nosso poder de sedução para encontrar “the big one”, aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que da para ocupar uma vida, não é mesmo? Mas além disso temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir de vez em quando que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo pro alto e embarcar num navio-pirata comandado pelo Johnny Deep, ou então virar uma cafetina, sei lá, diga aí uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha. Eu só conheço mulher louca! Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem uma dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascina a todos. Todas as mulheres estão dispostas a abrir a janela, não importa a idade que tenham. Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota

Martha Medeiros

quinta-feira, abril 01, 2010

volto a dizer, nunca acreditem numa pessoa que cresceu a dançar Boney M. em frente ao espelho

Só que o Lou Reed trocou a ordem das coisas (volto a dizer, nunca acreditem numa pessoa que cresceu a dançar Boney M. em frente ao espelho), porque no meu modesto entender só pode haver magia quando há perda, e todos nós podíamos encher uma arca de tesouros com as coisas que fomos perdendo ao longo dos anos, desde berlindes rascas a melhores amigos ou amigas. Quem não consegue fazer isso é porque nunca deu nada de verdade. Perder é sempre doloroso, não por aquilo que se perde mas pelo valor atribuído à perda – e não vale a pena fazer comparações e juízos sobranceiros porque da nossa vida sabemos nós, ok? Ok. Uma vez perdi, ou julguei que tinha perdido, um porta-moedas em malha de prata, daqueles que se usavam antigamente; pus um anúncio no supermercado a dizer “gratifica-se” e chorei por tudo o que tinha perdido a vida inteira durante uma semana a fio, até que descobri o dito cujo na gaveta do frigorífico, dentro de um saco de plástico cheio de feijão verde para fazer sopa. Logo a seguir senti-me a pessoa mais feliz e sortuda do mundo, nem vos digo em que é que acreditei na semana seguinte. Mas estão a ver como são as coisas. Numa destas noites perdi um brinco enquanto pulava desvairadamente no Music Box e voltei a sentir-me miserável até à hora em que as senhoras da limpeza me atenderam ao telefone com uma simpatia notável e disseram “sim, achámos um brinco assim e assado, é seu?”. É meu, é (sorriso de orelha a orelha). E nesse mesmo dia fui buscá-lo ao Cais do Sodré, eu de ressaca e o brinco intacto, e então voltei a sentir-me a pessoa mais feliz e sortuda do mundo. O que eu quero dizer é isto: umas vezes vale a pena correr atrás do que perdemos, outras vezes não. Distingue-se facilmente uma coisa da outra pela força que vem de dentro, isso que nos faz levantar da cama sem a preocupação de reunir todas as partes – cabeça, coração e ossos, principalmente. E o fígado, que também dá muito jeito para saco de pancadas. Quando não vale a pena correr atrás do que perdemos, é preciso acreditar que depois da perda vem a magia. Sempre, sempre, sempre. Depois da perda vem a magia. Só é preciso arriscar perder.

Mas há a vida

-


Mas há a vida

que é para ser

intensamente vivida,

há o amor.

Que tem que ser vivido

até a última gota.

Sem nenhum medo.

Não mata
 
Clarice Lispector

Só por dentro de ti

a noite escuta

o que sem voz

me sai do coração.



David Mourão-Ferreira


Sim,,,,


tudo mudou....


eu agora


sou OUTRA!






E todos os dias vos digo


"te amo"






que bom....

domingo, outubro 11, 2009

É que eu só quero saber de você

É que eu só quero saber de você

Por agora em diante

É que eu só quero saber de você

Por agora em diante

Por agora em diante...

Você levanta minha poeira

me deixa tinida deitada

falando besteira

falando besteirafalando besteira

É que eu só quero saber de

agora em diante

É que eu só quero saber de você

Por agora em diante

Por agora em diante...

Vestido ao vento lento a brisa

levanta minha saia

e tem os meninos que falam

tomara que caia

tomara que caia

a gente é bem feito

a gente junto é perfeito

perfeito

perfeito

Assim pelo avesso que

Você me deu um beijo

Assim pelo avesso que

Você me deu um beijo

Você me deu, pediu

Você me deu um beijo na boca

Você me deu pediu

um beijo na boca

boca

boca

me deu

sexta-feira, outubro 09, 2009



10 meses

nesta viagem sem fim....

eu e tu....

juntos....

mas está na hora amor...


de sermos dois.....


está na hora amor...

está na hora....

de te embalar nos meus braços....

vamos amor

continuar esta viagem sem regresso....

Paciencia



Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para...



Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso, faço hora, vou na valsa
A vida tão rara...

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...
O mundo vai girando cada vez mais veloz






A gente espera do mundo e o mundo espera de nós


Um pouco mais de paciência





Será que é o tempo que me falta pra perceber?
Será que temos esse tempo pra perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara (Tão rara...)





Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para (a vida não para, não...)

Será que é tempo que me falta pra perceber?
Será que temos esse tempo pra perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara (tão rara...)





Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
(a vida não para não...a vida não para...)





Lenine

quinta-feira, outubro 01, 2009


De todas as maneiras que há de amar;
Nós já nos amamos;
Com todas as palavras feitas pra sangrar;
Já nos cortamos!...


Chico Buarque