quinta-feira, julho 24, 2008

Fundo do mar

Quero ver
o fundo do mar
esse lugar
de onde se desprendem as ondas
e se arrancam
os olhos aos corais
e onde a morte beija
o lívido rosto dos afogados

Quero ver
esse lugar
onde se não vê
para que
sem disfarce
a minha luz se revele
e nesse mundo
descubra a que mundo pertenço


Mia Couto

terça-feira, julho 22, 2008


A cada dia que vivo,
mais me convenço de que
o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta
que nada arrisca e que,
esquivando-nos do sofrimento,
perdemos também a felicidade.


Carlos Drummond de Andrade
E a liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo



Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar
Jorge Palma

GOSTO









Goma preta salgada
feita de licor de alcaçuz e cloreto de amónio....
"Doce" nacional da Finlândia

Ainda hei-de encontrar alguém que goste....



sexta-feira, julho 18, 2008

Foram os pés....


Os pés....
O enrolar dos pés....
Esse instante....
Em que encontrei.....
o amor

E quem resiste.....


Sente ...
O meu
abraço
em
ti
....
(e assim fiquei sem ar)

Acreditar....

Acreditar......

Acreditar.....

Acreditar.....

Acreditar......

Porque se não fores tu.....

Quem será......?

Porque se não acreditares.....

De que vale.....

tudo.....?



'' O mundo está nas mãos daqueles que tem a coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos ... ''


Paulo Coelho
promete-me que não dormes
se eu entregar o meu corpo
e me usares como cama

José António Gonçalves

Pedras....

"Tu é que escolheste o caminho mais difícil....."
mas és tu....
que estas aí....
que o fazes dificil.....
GRITEI
(por dentro.....)
"Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."
e lá de cima...do meu castelo....
irei um dia te acenar....
(a pequenez do ser humano.....
é uma coisa extraordinária....
diabólica.....)

sábado, julho 12, 2008

Disse-me...


Olha-me nos olhos….



“Se existe duvida....
Ela está em ti….
Unicamente em ti……”




E com o tombar dos olhos
Afoguei-me….


sexta-feira, julho 11, 2008




















Não me interessa saber o que fazes para ganhar a vida. Quero saber o que desejas ardentemente, se ousas sonhar em atender aquilo pelo qual o teu coração anseia. Não me interessa saber a tua idade. Quero saber se arriscarás parecer um tolo por amor, por sonhos, pela aventura de estar vivo.Não me interessa saber que planetas estão em quadratura com a tua lua. Quero saber se tocaste o âmago da tua dor, se as traições da vida te abriram ou se te tornaste murcho e fechado por medo de mais dor! Quero saber se podes suportar a dor, minha ou tua; sem procurar escondê-la, reprimi-la ou narcotizá-la. Quero saber se podes aceitar alegria, minha ou tua, se podes dançar com abandono e deixar que o êxtase te domine até às pontas dos dedos das mãos e dos pés, sem nos dizeres para termos cautela, sermos realistas, ou nos lembrarmos das limitações de sermos humanos. Não me interessa se a história que contas é verdade. Quero saber se consegues desapontar outra pessoa para ser autêntico contigo mesmo, se podes suportar a acusação de traição e não traíres a tua alma. Quero saber se podes ver beleza mesmo que ela não seja bonita todos os dias, e se podes buscar a origem da tua vida na presença de Deus, quero saber se podes viver com o fracasso, teu e meu e ainda, à margem de um lago, gritar para a lua prateada: Posso! Não me interessa onde moras ou quanto dinheiro tens. Quero saber se podes levantar-te após uma noite de sofrimento e desespero, cansado, ferido até aos ossos, e fazer o que tem de ser feito pelos filhos. Não me interessa saber quem és e como vieste parar aqui. Quero saber se ficarás comigo no meio do incêndio e não te acovardarás. Não me interessa saber onde, o quê, ou com quem estudaste. Quero saber o que te sustenta a partir de dentro, quando tudo o mais se desmorona. Quero saber se consegues ficar sozinho contigo mesmo e se, realmente, gostas da companhia que tens nos momentos vazios.
Jean Houston

quarta-feira, julho 02, 2008

O banco de jardim


Eles combinaram....

encontrar-se...

naquele banco de jardim....

naquele banco de jardim

que já não existe....

E foi ai que ele lhe perguntou:

" Queres namorar comigo?"....

E ela disse-lhe que sim, de repente, sim.....

E assim continuam....

42 anos depois....


terça-feira, julho 01, 2008

Quando se ama, não é preciso entender o que acontece lá fora,
Porque tudo passa a acontecer
dentro de nós
Paulo Coelho
(Será?...)

Há....

Verdades....

Que nos cortam em farrapos.....

Toda a vida acreditei: amor é os dois se duplicarem em um.

Mia Couto

NAO É JUSTO....



(GRITO)




NÃO É JUSTO....



O TEU SUSPIRO....


O ALIVIO....








SER TÃO PESADO


EM MEUS OMBROS....

E ele disse:



"Precisava atravessar o atlântico para te encontrar...."

e eu....
perdoei aos meus olhos....
um suspiro....

Nas catacumbas....


a cabeça a latejar....

em circulos

tão imperfeitos....

os riscos...

no passado...

e o agora?....


a dor...a dor....

sempre!

em cada virar de pensamento....

em cada nova historia inventada....

em cada soluço do coração.....


porque me deixas, amor....nas catacumbas.....?